Sindicato dos Empregados no Comércio de Blumenau

Somos mais de 30.000 trabalhadores prestanto servi√ßos no Com√©rcio Varejista, Atacadista, Farm√°cias, Cooperativas, Concession√°rias e Materiais √ďpticos.

¬Ľ Conhe√ßa

Notícias

O que você precisa saber sobre o Zika

22/02/2016

A velocidade com que o zika se propaga e a associa√ß√£o com casos de microcefalia fizeram a Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde (OMS) considerar a epidemia explosiva. Especialistas dizem que h√° motivo para preocupa√ß√£o, mas n√£o para p√Ęnico. O zika tem se mostrado muito menos letal que a dengue, que mata entre 25 mil e 50 mil pessoas por ano no mundo. Pois, a infec√ß√£o por zika √© assintom√°tica ou branda na maioria dos casos. Por√©m, a doen√ßa j√° est√° instalada no Brasil e para combat√™-la √© essencial erradicar o mosquito transmissor, o Aedes aegypti. Para isso, √© fundamental que a popula√ß√£o colabore.


O que é zika?


√Č um flaviv√≠rus, parente de dengue e do chicungunha. E como eles, causa doen√ßas do mesmo nome.


A maioria dos casos é branda. E cerca de apenas uma em cada cinco pessoas que contrai o vírus apresenta sintomas.



Quais as diferenças entre as doenças?



Quais as melhores formas de proteção?


O mais importante é eliminar os criadouros. De 80% a 90% dos criadouros do mosquito estão dentro de casa.



O que deve fazer quem tem sintomas da doença?


Pessoas com sintomas devem repousar e beber muita √°gua e outras bebidas, para evitar desidrata√ß√£o. N√£o existe tratamento espec√≠fico. Por√©m, o Minist√©rio da Sa√ļde recomenda procurar um servi√ßo de sa√ļde para atendimento e tratar os sintomas.


Apesar de não haver ainda contraindicação específica, por precaução, é importante não tomar medicamentos à base de ácido acetil salicílico e anti-inflamatórios, como aspirina e AAS, e utilizar apenas paracetamol ou dipirona. Não está claro se a zika pode causar hemorragias, como a dengue.


Grávidas devem fazer pré-natal qualificado e relatar qualquer alteração percebida durante a gestação.


Como é o diagnóstico?


Não existe ainda exame específico para dizer se uma pessoa teve zika. Na maioria das vezes, o diagnóstico é clínico, pela avaliação dos sintomas. O teste de PCR só indica a presença do material genético do vírus, se for realizado durante o período em que a pessoa está doente. Por isso, é preciso um teste sorológico para zika, que identifique se uma pessoa tem anticorpos específicos, mostrando assim se ela já teve ou não o vírus.


O Aedes aegypti √© o √ļnico transmissor?


O mosquito é o principal vetor do vírus. Mas, em casos raros e ainda não bem estudados, ele pode ser transmitido por sêmen, transfusão de sangue e leite materno.




O zika causa microcefalia?


H√° uma associa√ß√£o entre a maior incid√™ncia de casos de zika e o aumento dos registros de microcefalia. O v√≠rus tamb√©m foi encontrado na placenta, no l√≠quido amni√≥tico e no c√©rebro de fetos com microcefalia. Por√©m, uma das metas √© justamente comprovar que o v√≠rus √© mesmo a causa da microcefalia e outras complica√ß√Ķes.



O que mais o vírus causa?


O zika j√° foi associado a s√≠ndromes neurol√≥gicas, como de Guillan-Barr√© em adultos, e a uma s√©rie de malforma√ß√Ķes em fetos.


Especialistas em microcefalia alertam que esse √© o problema mais evidente, mas n√£o o √ļnico. O estudo “Zika virus intrauterine infection causes fetal brain abnormality and microcephaly: tip of the iceberg?” (“Infec√ß√£o intrauterina pelo v√≠rus zika causa anomalia cerebral e microcefalia: a ponta do iceberg?”), publicado na revista cient√≠fica “Ultrasound in Obstetrics & Gynecology”, diz que toda essa gera√ß√£o de beb√™s que nasce agora precisa de acompanhamento m√©dico.


A zika pode, em tese, provocar uma s√©rie de outros dist√ļrbios de desenvolvimento, como surdez, epilepsia, problemas de cogni√ß√£o, de fala, motores, que n√£o s√£o aparentes no rec√©m-nascido. A crian√ßa pode n√£o ser microc√©fala e ter dist√ļrbios.




De onde vem o zika e como se espalhou?


Não se sabe quantos casos há exatamente no Brasil porque não há notificação obrigatória nem testes específicos. A estimativa é de 400 mil a 1,5 milhão. Até o dia 12 de fevereiro haviam 462 casos confirmados, sendo que 41 tinham relação com o zika, e 3.852 em investigação. Outros 765 foram descartados.


A OMS estima que em um ano o Brasil ter√° mais 1,5 milh√£o de casos e as Am√©ricas at√© 4 milh√Ķes.



Quanto tempo demorará até termos uma vacina?


Enquanto o Minist√©rio da Sa√ļde estima prazo de um ano para realizar testes de uma vacina a ser desenvolvida, a Organiza√ß√£o Mundial da Sa√ļde (OMS) aponta que o prazo para testagens em larga escala n√£o ser√° poss√≠vel antes de um ano e meio.


O governo brasileiro anunciou que investir√° US$ 1,9 milh√£o na produ√ß√£o de uma droga por meio da parceria entre o Instituto Evandro Chagas e a Universidade do Texas, nos Estados Unidos. Em outra frente de atua√ß√£o, a OMS informou que identificou pelo menos 15 empresas que trabalham na busca por vacinas e que duas delas estariam em estado mais avan√ßado: uma dos Institutos Nacionais de Sa√ļde dos EUA e outro produto (com v√≠rus) inativo da empresa Bharat Biotech, na √ćndia.


J√° uma an√°lise publicada na revista cient√≠fica “Journal of the American Medical Association” (Jama, na sigla em ingl√™s), uma das mais importantes revistas m√©dicas do mundo, estima que o desenvolvimento de uma vacina contra a zika levar√° de tr√™s anos a dez anos, no m√≠nimo. Cientistas brasileiros, americanos e de outros pa√≠ses trabalham em uma, mas como o v√≠rus era pouqu√≠ssimo estudado, os trabalhos est√£o no in√≠cio.


Para saber mais:

Minist√©rio da Sa√ļde

Centro de Controle e Prevenção de Doenças dos EUA (em inglês)

Organiza√ß√£o Mundial de Sa√ļde

Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz)

Fonte: O Globo.


Outras notícias

Cadastre-se para receber novidades